sábado, 22 de maio de 2010

10º Campeonato Europeu de Futebol UEFA - EURO 2004

Série: Eventos desportivos
Ano: 2001
Valor Facial: 1.000 escudos
Metal: prata 500 º/oo
Acabamento: normal
Diâmetro: 40 mm
Peso: 27 g +/- 1%
Bordo: serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 500.000
Escultor: José Simão
Legislação: Decreto-Lei nº 252/2001, de 22 de Setembro

A/: Encontramos o escudo nacional com a esfera armilar e as legendas «1000 ESCUDOS» e «REPÚBLICA PORTUGUESA 2001».

R/: Encontramos a representação de uma rede e bola de futebol, bem como as legendas «X Campeonato Europeu de Futebol — UEFA» e «Euro 2004 Portugal».

O Campeonato Europeu de Futebol 2004 (UEFA Euro 2004) teve lugar em Portugal, entre 12 de Junho e 4 de Julho de 2004. A prova decorreu num clima de euforia total, sendo considerado pela UEFA como o melhor e mais bem organizado Europeu de Futebol de sempre. Para organizar o terceiro maior evento desportivo do mundo, Portugal construiu e renovou 10 estádios. Cerca de um milhão de turistas visitaram Portugal neste período, aos quais se juntam mais de 2.000 voluntários e 10.000 jornalistas de todo o mundo.

A UEFA Euro 2004 viu também serem introduzidas novas medidas de segurança a nível dos ingressos para os jogos, assim como uma nova forma de organização. Esta passaria a ser conjunta, entre a Federação de Futebol de cada país e a UEFA.

A qualificação disputou-se entre Setembro de 2002 e Novembro de 2003. Cinquenta equipas foram divididas em dez grupos e cada equipa jogou com o resto das equipas do grupo em duas ocasiões. As primeiras dez equipas classificaram-se directamente para o Euro 2004, enquanto que os dez segundos efectuaram jogos de desempate, para determinar as outras cinco equipas. Portugal não participou na fase de qualificação por ser a equipa anfitriã. As dezasseis equipas participantes foram: Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Inglaterra, França, Alemanha, Grécia, Itália, Letónia, Paises Baixos, Portugal, Rússia, Espanha, Suécia e Suiça.

Na 1ª fase, Portugal Portugal perdeu o jogo inaugural com a Grécia por 2-1, mas ganhou os dois seguintes (2-0 à Rússia, com golos de Maniche e Rui Costa e 1-0 à Espanha, com golo de Nuno Gomes) tendo-se classificado em primeiro lugar do Grupo A.

Nos quartos de final, após um empate a 2 bolas ao fim do tempo regulamentar, Portugal apurou-se através das grandes penalidades, tendo vencido a Inglaterra por 6-5. Neste jogo, talvez o mais emotivo do europeu, o guarda redes Ricardo defendeu um penalti sem luvas e marcou uma grande penalidade. No jogo das meias finais, nova vitória frente aos Países Baixos por 2-1, com golos de Cristiano Ronaldo e Maniche. A final foi o balde de água fria onde Portugal voltou a perder com a Grécia, desta vez por 1-0.

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org

Subscribe | More

Sem comentários:

Enviar um comentário