quarta-feira, 7 de Abril de 2010

Glossário numismático

Para quem começa agora a sua colecção de moedas a nomenclatura numismática ainda é difícil de entender. exergo, patina, fiduciária, são tudo termos absolutamente estranhos. Este glossário pretende explicar de uma forma clara o significado dos termos mais utilizados na numismática.

A               

Abreviatura - Sinal constituído por uma só letra ou por um grupo de letras em substituição de uma palavra ou mesmo de uma expressão.
Adulterada - Falseada ou viciada.
Ag - Abreviatura utilizada para denominar prata, metal que em latim tem o nome de Argentum.
Alpaca - Liga metálica de níquel, zinco e cobre, também conhecida por metal branco, prata níquel e argentão.
Alvéolo - Objecto em cartão onde se podem ser guardadas as moedas. Existem dois tipos de alvéolos: os de agrafar e os autocolantes..
Amoedação - Acto de amoedar; transformação em moeda; cunhagem de moeda.
Amoedar - Dar a um metal a forma e valor de moeda; torná-lo moeda; cunhar moeda.
Anel - Circulo figurado na moeda, Corresponde-lhe mais ou menos arruela, termo de heráldica, o mesmo que besante.
Anepigrafa , inanimada ou muda - Moeda ou face de moeda sem letreiro algum.
Anómala - Moeda fora de comum, no diâmetro, na espessura, no cunho, etc.
Anverso - Face ou lado principal de uma moeda; lado oposto ao reverso. Representa quase sempre a entidade emissora. Geralmente é a face constituída pela efígie, ou seja, figura do soberano ou chefe de estado do País emissor. Na gíria popular designa-se por “cara”.
Arruela - Anel ou cí­rculo muito pequeno. Termo de brasão.
Au - Abreviatura usada para designar ouro, metal que tem a sua denominação latina de "aurum"

B               

BC - Estado de conservação das moedas. Moeda circulada. Mostra certo desgaste ou corrosão e algumas mossas ou riscos, mas lendo-se completamente as suas legendas e datas. Quando embora dentro deste estado, se aproxima das condições de "Muito Bem Conservada" ou "Regular" será designada, respectivamente, por "BC+" ou "BC-". Relevo da gravura com consideráveis sinais de desgaste, mas com todos os pormenores bem visíveis, incluindo a legenda e data. Pode apresentar mossas e riscos.
BELA - Estado de conservação das moedas. Moeda que que aparenta não ter circulado, com pátina uniforme cobrindo-a totalmente, e não mostrando a olho nu qualquer defeito ou desgaste.
Besante - Como termo de heráldica é uma rodela lisa que se opõe o escudo de armas. Na Numismática é uma moeda antiga de ouro e de prata cunhada em Bizâncio.
Bimetalica - Constituída por dois metais diferentes.
Bimetalismo - Sistema em que ouro e prata têm valor legal fixo.
BNC - Brilhante não circulada. Tipo de fabrico de uma moeda. Moedas cunhadas sobre discos metálicos especialmente preparados e com recurso a cunhos polidos, apresentando o campo e os relevos uniformemente brilhantes.
Bolhão - Liga metálica de prata e cobre em que a prata intervém numa quantidade nunca superior a 500 o/oo.
Bordo - Parte mais estreita da moeda que corresponde à sua espessura. Pode ser serrilhado, ornado, liso ou com legenda.
Bronze - Liga bastante dura de cobre e estanho, que pode conter zinco e outros elementos.
Busto - Com frequência se representam nas moedas bustos (ou cabeças) de imperadores, de divindades, de nações personificadas, etc. O busto pode estar voltado para a direita, para a esquerda, ou de frente. Quando há dois bustos e estão voltados na mesma direcção lateral, dizem-se conjugados, quando a direcção é contrária dizem-se opostos, quando olham um para o outro dizem-se de frente, ou convergentes.

C               

Campo - É, na superfí­cie da moeda, tanto no anverso como no reverso, o espaço ou fundo em que assentam as figuras principais.
Cantonada - Quando no anverso ou reverso de uma moeda há uma cruz, e em cada ângulo da qual está uma letra ou desenho, diz-se cruz cantonada por tais letras ou desenhos.
Carimbo - Sinal que, já depois da moeda andar em circulação, se lhe estampa ou grava, para lhe regularizar o curso, dar curso novo, aumentar o valor, etc. Costuma em especial chamar-se contramarca o carimbo que indica o valor diverso do que a moeda tinha antes.
Cercadura - Série de pontos ou traços que circundam a legenda.
Cerceada - Moeda cujo peso foi reduzido fraudulentamente. A cerceadura resultava do bordo limado ou raspado, ou muito substancialmente diminuído, por forma a subtrair-lhe o peso legal na origem. Obtinha-se assim uma limalha preciosa, que depois era (re)utilizada para os fins mais diversos.
Cobre - Metal avermelhado, muito maleável e dúctil.
Contrafacção - Imitação fraudulenta de uma moeda, falsificação.
Cunhagem - Operação de cunhar moeda.
Cunhar - Imprimir o cunho em; amoedar.
Cunho - Peça de ferro gravada utilizada para marcar, por pressão, as moedas, medalhas, etc.; figura que resulta dessa impressão e que consta no reverso da moeda ou medalha.
Cuproníquel - Liga moderna, muito dura, de cobre e níquel, resistente ao desgaste e à corrosão.

E               

Efígie - Representação, figura ou imagem de pessoa importante: cara de um rei ou de uma pessoa notável cunhada no reverso de uma moeda ou medalha.
Eixo - Linha recta, real ou imaginária, em torno da qual um corpo efectua ou pode efectuar movimento de rotação.
Eixo horizontal - Considera-se que uma moeda tem eixo horizontal quando, ao rodarmos a moeda, esta apresenta a outra face invertida em relação à que primeiro foi visualizada. Actualmente só são cunhadas moedas de eixo horizontal, contudo surgem por vezes moedas de eixo vertical, normalmente por deficiências de cunhagem, o que as torna rapidamente valorizadas, por se tratarem de moedas muito raras e com uma procura muito elevada.
Eixo vertical - Considera-se que uma moeda tem eixo vertical quando, ao rodarmos a moeda, esta apresenta a outra face na mesma posição relativamente à que foi visualizada em primeiro lugar.
Electro - Liga de ouro ou prata.
Ensaio monetário - Provas de moedas antes de prova final.
Estado de conservação - Segundo o estado de conservação de uma moeda podemos decrevê-la como Soberba, Bela, Muito Bem Conservada, Bem Conservada, Regular e Mal Conservada.
Exergo - Espaço (no anverso ou reverso), com letra ou letras, datas, etc., situado debaixo da figura ou figuras principais.

F               

Falsificação - Existem três tipos de moeda falsa:
1. Moedas falsificadas ou imitadas. São aquelas em que se imitam moedas verdadeiras, não o sendo. Podem imitar-se moedas antigas, para enganar a ciência ou os coleccionadores e as moedas modernas, para enganar o público.
2. Moedas adulteradas. São as que provêm de moedas verdadeiras alteradas ad hoc. Destinam-se a enganar o público ou os coleccionadores. Por exemplo moedas douradas para passarem por ouro; moedas verdadeiras em que se raspou um elemento.
3. Moedas apocrifas ou de fantasia. São as que se pretende que passem por moedas antigas que nunca houve. Destinam-se a enganar a ciência e os coleccionadores.
Ferro - Metal dúctil e maleável, muito abundante na natureza e de numerosas aplicações.
FDC - Flor de Cunho. Tipo de fabrico de uma moeda. Moedas cunhadas sobre discos metálicos escolhidos e com recurso a cunhos novos, seleccionadas pela qualidade de acabamento superficial nas primeiras séries de cunhagem
Fiduciária - Sem valor real mas com sua representação (exemplo: feito de ferro).
Florão - Ornato de forma de flor estilizada, que serve para separar palavras ou datas, preencher ângulos de cruzes, etc.
Folheada - Metal fraco revestido de outro nobre.

G               

Grinalda - Ornamentação composta por dois ramos verticais entrelaçados, frequentemente representado em moedas.

H               

Híbrida - Moeda que, por erroo de cunhagem, ficou com tipos ou letreiros de várias moedas, isto é, com o reverso que devia ter e com o anverso de outra, ou ao contrário.

I               

Incusa - Moeda ou medalha cunhada de um só lado.

L               

Listel - Nas moedas designa o ornamento entre o rebordo e o campo. Nos brasões de armas é a fita sotoposta ao escudo, onde em regra se encontra inscrita a designação ou lema.
Legenda - É aquilo que se deve ler. Aparece normalmente numa linha circular paralela ao bordo.
Letreiro - Numa moeda pode haver letras simples ou ligadas, parte de palavras, palavras avulsas, frases e datas, números representativos de valores, algarismos ou números vários. Letreiro é de um modo geral tudo isto. Conforme o lugar que ocupa na moeda, o letreiro toma diferentes nomes:legenda, se ocupa a orla; inscrição, se ocupa a parte central da moeda; epí­grafe, se está dentro do tipo.

M               

Marquilha - Letra, letras, algarismo ou número que representa o valor da moeda.
MBC - Muito bem conservada. Estado de conservação de uma moeda. Moeda pouco circulada. Moeda que, tendo vestígios de desgaste devido à circulação e podendo apresentar-se manchada, mostra todo o seu campo, serrilha ou rebordo e legendas sem mossas nem riscos. Superfícies mais elevadas da gravura com sinais de desgaste. Pode apresentar mossas ou riscos.
MC - Mal Conservada. Estado de conservação de uma moeda. Moeda muitíssimo gasta ou corroída, com obliterações nas suas legendas e datas que a tornam bastante ilegível, todavia não dando lugar a grandes dúvidas na sua identificação
Medalha - Na forma, uma medalha parece-se muito com uma moeda, mas, ao passo que esta é uma medida de valor, aquela é essencialmente comemorativa de acontecimentos e de pessoas.
Módulo - Entende-se a grandeza de uma moeda, considerada nas suas faces; a área, ou o diâmetro. O módulo permite também que certas moedas se comparem entre si, quanto ao tamanho, assim podemos dizer de módulo grande ou maior e de módulo pequeno ou menor. Para avaliarem o tamanho das moedas serviam-se os antigos numismáticos de escalas, a mais conhecida das quais é a de Mionnet, constante de vários cí­rculos, de desigual raio, inclusos uns nos outros e tangentes entre si no mesmo ponto.
Moeda - A palavra moeda, vem do latim moneta. É uma peça geralmente metálica, cunhada com autorização legal, que serve geralmente, para realizar transacções financeiras. Várias expressões monetárias em que entra a palavra moeda:
- moeda de boa lei, aquela que no metal, toque e peso, está conforme com a lei;
- moeda de conta ou imaginária, unidade de valor que não corresponde moeda efectiva e que só serve para a ela se referirem as quantias;
- moeda corrente/sonante, dinheiro em metal, em circulação num paí­s, por oposição a papel-moeda;
- moeda representativa, papel-moeda;
- lavrar ou bater moeda, fabricar moeda, quer seja fundida, quer cunhada;
- moeda fiduciária, moeda em papel que não está garantida por igual valor em metal, circulando com base na confiança;
- moeda forte, moeda com elevada aceitação, dada a sua estabilidade internacional;
- moeda fraca, moeda com reduzida aceitação, devido í sua tendência para a depreciação;
- moeda única, unidade monetária (euro) adoptada pela maioria dos estados-membros da União Europeia, em substituição das moedas nacionais;
- Casa da Moeda, estabelecimento oficial onde se fabrica moeda.
Moeda comemorativa - Moedas emitidas para fins numismáticos e não se destinam a assegurar a satisfação das necessidades de circulação monetária. Têm características visuais, valor facial e especificações técnicas diferentes das moedas correntes. Visam a celebração de eventos, de efemérides ou de personalidades de relevante interesse, nacional ou internacional, podendo ainda destinar-se a investimento.
Moedagem - Arte de fabricar moeda.
Monetário - Colecção de moedas para estudo ou simples prazer.
Monograma - Letras entrelaçadas que formam como que uma só.

N               

Nova - Chama-se assim à moeda em perfeito estado de conservação.
Numerário - Conjunto de moedas que andam em circulação, em certo momento.
Numismata - Estudioso de moedas e medalhas.
Numismática - Numismática (do latim numisma, moeda) é a ciência auxiliar da história que tem por objetivo o estudo das moedas e das medalhas. Por numismática entende-se o estudo essencialmente científico das moedas e medalhas, porém na atualidade o termo “numismático” vem sendo empregado como sinônimo ao colecionismo de moedas, incluindo também o estudo dos objetos "monetiformes", ou seja, assemelhados às moedas, como por exemplo as medalhas (que têm função essencialmente comemorativa), os jetons (geralmente emitidos por corporações para identificar seus membros), moedas particulares (destinadas a circular em círculos restritos, como uma fazenda ou localidade) ou ainda os pesos monetários (que serviam para conferir os pesos das moedas em circulação).

O               

Orla
- A extremidade da página da moeda; parte da moeda que contorna os motivos e que geralmente traz a inscrição que determina a origem, nomes, especificidades do país, comemorações, etc.

P               

Página - As duas superfícies maiores das moedas e medalhas (faces).
Patina - Pátina é uma reação química que se forma na superfície de um metal. Ela forma-se naturalmente, pela exposição aos elementos e ao clima, ou artificialmente.
PROOF - Prova Numismática. Tipo de fabrico de uma moeda. Moedas cunhadas sobre discos metálicos especialmente preparados e com recurso a cunhos foscados e polidos, apresentando o campo espelhado e os relevos matizados.
Prova - É a moeda cunhada para aprovação do Conselho Monetário.

R               

Rebordo - Limite extremo da orla, é ligeiramente mais alto que as figuras e legendas, para impedir o seu desgaste rápido; saliência do bordo em cada face.
Recunhada - Diz-se assim a moeda que por engano, recebeu em uma das suas faces, parte do tipo da outra que estava pousada sobre ela na ocasião da cunhagem.
REG – Regular. Estado de conservação de uma moeda. Moeda com grande desgaste ou corrosão, mostrando as legendas ou datas com algumas obliterações, todavia não apresentando dúvidas quanto às suas características.
Reverso - Face ou lado de uma moeda ou medalha oposto ao principal (anverso); parte posterior da moeda. Representa o valor facial da moeda, ou seja, o seu valor fiduciário. Normalmente, nesta face as moedas apresentam uma “coroa”, nome que se atribui na gíria popular, também designada por “cunho”.
Roseta - Ornato de forma de flor estilizada com o sentido de separar palavras ou datas
Rosto - Parte da moeda oposta ao reverso, ou seja o anverso.

S               

Serrilha - Denteado no bordo de uma moeda. Lavrado dentado na periferia das moedas, para não serem cerceadas.
Sinal oculto - Sinal colocado na moeda para indicar o local da fabrica.
SOB - Soberba. Estado de conservação de uma moeda. Moeda que ainda possuí algum brilho original do balancé e simultaneamente pode apresentar pátina, completa e uniforme, mas mostrando-se isenta de manchas, riscos ou mossas quando vista à lupa. Pode apresentar ligeiras marcas de abrasão por ter estado em contacto com outras moedas durante o fabrico ou transporte
Sigla - É um monograma com as iniciais do gravador, localizado no lado esquerdo da moeda, até meados de 1945. A partir desta data foi proibido por suspeita de ser símbolo do integralismo.
Sistema Monetário - Conjunto de moedas de uma nação, ligadas entre si segundo certa relação ponderal e com base comum ou unidade monetária. Os tratadistas chamam padrão monetário á porção de metal fino que se toma por unidade: se é só ouro ou só prata, temos o monometalismo ou sistema monometálico; se é ao mesmo tempo ouro e prata, temos o bimetalismo ou sistema bimetálico.

T               

Tipo - Significa tudo o que está representado ou figurado na moeda: compreende o cunho ou cunhos e o letreiro ou escrita. Também se emprega tipo como sinónimo de cunho, e é essa acepção mais geral. Empregar tipo no sentido de sí­mbolo é impróprio, pois o sí­mbolo designa a divisa de uma cidade, a empresa de um rei e bem assim certas letras ou imagens e outras. Comparando entre si certas moedas de um mesmo tipo geral e provenientes de uma mesma oficina, observam-se nelas, por vezes, diferenças, quer no cunho, quer na legenda, as quais se chamam variedades. Quando uma dessas moedas é menos importante que a outra ou menos antiga, chama-se variante dessa; quando não pode saber-se a data ou quando a importância é quase igual ou igual em ambas, diz-se simplesmente que são variantes entre si.
Toque - É a permilagem do metal de que se diz que a moeda é feita, por exemplo, uma moeda de prata com um toque de 500 0/00 significa que a moeda tem metade do seu peso em prata, metade em outros metais.

V               

Valor intrínseco - É o valor do metal de que é feita a moeda. Se uma moeda é feita exclusivamente de prata e esta pesa 20 gramas, então o valor intrínseco será a cotação no mercado de 20 gramas de prata.
Valor legal - É o valor dado por Lei, para que com ele circule.
Verdete - Película verde que se forma sobre as moedas de cobre ou bronze, principalmente por oxidação.
Verso - Parte posterior da moeda.

Subscribe | More

Sem comentários:

Enviar um comentário